COORDENAÇÃO DO SISTEMA AGROINDUSTRIAL DO URUCUM NA MICRORREGIÃO DE DRACENA, ESTADO DE SÃO PAULO

Evandro Jardim dos Santos, Wagner Luiz Lourenzani, Ana Elisa Bressan Smith Lourenzani

Resumo


O Brasil é o maior produtor mundial de urucum (Bixa orellana), fonte de um dos mais importantes corantes naturais utilizados em diferentes indústrias. No país, a Microrregião de Dracena, localizada no oeste de São Paulo, é responsável por 80% da produção estadual e 20% da produção nacional. A concentração produtiva e o envolvimento característico de pequenos produtores evidenciam a importância socioeconômica dessa atividade para a região. Este trabalho objetivou analisar a coordenação do Sistema Agroindustrial (SAG) do Urucum nessa região, sob a ótica da Teoria da Economia dos Custos de Transação. A metodologia baseou-se em um estudo exploratório de caráter qualitativo. A coleta de dados envolveu levantamento bibliográfico e uma pesquisa de campo. Foram entrevistados 20 agentes que ocupam diferentes posições no sistema agroindustrial. Os resultados revelam a existência de três tipos de transações entre fornecedores e compradores de urucum. Tais transações correspondem a diferentes estruturas de governança, sendo respectivamente, o mercado spot, a forma híbrida relacional e a forma híbrida contratual. Conclui-se que, embora o mercado de corantes naturais e, especificamente, o do urucum seja crescente e promissor, o SAG ainda carece de melhorias na sua organização e coordenação.

Palavras-chave


Custo de transação. Bixa orellana. Corante natural. Estrutura de governança.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






ISSN 1809-239X

RBGDR está indexada em: